A bandeira do Brasil com as estrelas do Rio de Janeiro

Você provavelmente já sabe que as estrelas da bandeira do Brasil representam os nossos estados e o Distrito Federal, certo? Mas o interessante é que o azul da nossa bandeira é uma espécie de carta celeste e copia o céu da cidade do Rio de Janeiro, no dia 15 de novembro, data da proclamação da República.

Nossos estados e Distrito Federal estão agrupados em 9 constelações, que são:

Constelação: Cão Menor

Amazonas (Procyon)

Constelação: Cão Maior

1: Rondônia (Muliphen) / 2: Mato Grosso (Sirius) / 3: Amapá (Mirzam) /
4: Roraima (Wezen) / 5: Tocantins (Adhara)
A estrela Sirius (Mato Grosso) é a mais brilhante de todas as que estão na nossa bandeira.

Constelação: Carina

Goiás (Canopus)

Constelação: Oitante

Distrito Federal (Polaris Australis)
O distrito federal, curiosamente,  é representado pela estrela menos brilhante de todas as que estão na bandeira, por outro lado ela é que aparece mais ao sul (polo sul celeste) e isso faz com que todas as outras estrelas girem em torno dela. Em outras palavras, o Distrito Federal pode até não ser o maior e nem o mais brilhante de todas as unidades da federação, mas tudo gira em torno dele – o que não deixa de ser verdade.

Constelação: Hidra Fêmea

 1: Mato Grosso do Sul (Alphard) / 2: Acre (Dhanab al Shuja)

Constelação: Cruzeiro do Sul

1: Bahia (Gacrux) / 2: Minas Gerais (Pálida) / 3: Espírito Santo (Intrometida) /
4: São Paulo (Acrux) / 5: Rio de Janeiro (Mimosa)

Constelação: Triângulo Austral

1: Paraná (Gama do Triângulo Austral) / 2: Santa Catarina (Beta do Triângulo Austral) /
3: Rio Grande do Sul (Alfa do Triângulo Austral)

Constelação: Escorpião

1: Maranhão (Graffias) / 2: Piauí (Antares) / 3: Ceará (Wei) / 4: Rio Grande do Norte (Shaula)/
5: Paraíba (Girtab) /6: Pernambuco (Denebakrab) / 7: Alagoas (Sargas) / 8: Sergipe (Apollyon)

Constelação: Virgem

  Pará (Spica)
A estrela que representa o Pará (Spica) é a única que aparece acima da faixa de “Ordem e Progresso”. Isso porque quando a bandeira foi criada, o Pará era o estado que tinha o ponto mais ao norte do país, o Oiapoque, já no hemisfério norte. Em 1889, quando a atual bandeira foi criada, o estado do Amapá ainda não existia.

 

Por que o Cruzeiro do Sul aparece invertido na bandeira? 

Se você já viu o Cruzeiro do Sul no céu (ou na bandeira da Austrália) e comparou com o Cruzeiro do Sul que temos na nossa bandeira, já deve ter percebido que eles estão invertidos. O motivo disso é que este céu do Rio de Janeiro na nossa bandeira, está registrado como se estivesse sendo visto de fora, ou seja, como se o observador estivesse olhando para o nosso céu, mas lá do espaço.

Por isso, não só o Cruzeiro do Sul está invertido, mas todas as outras constelações também aparecem invertidas. A Constelação de Escorpião, por exemplo, aparece à direita do Cruzeiro do Sul na bandeira e não à esquerda como ela aparece para nós quando olhamos para o céu.

 

Poluição Luminosa & Observação de Estrelas

Mesmo que esse desenho da bandeira seja do céu às 8:30 da manhã (o que é bem estranho, eu sei), a quantidade de poluição luminosa que temos hoje no Rio de Janeiro (e também em todas as outras grandes cidades e regiões metropolitanas do mundo) torna difícil a visualização de estrelas em qualquer horário da noite.

Ainda estamos longe de acabar com a poluição luminosa nos grandes centros, mas no site do Laboratório Nacional de Astrofísica você pode ver como é possível contornar esse problema escolhendo luminárias e lâmpadas mais apropriadas para a iluminação de nossas casas e cidades.

Felizmente no Brasil ainda temos muitos lugares onde ainda é possível ver bem as estrelas. Mas se você quer mesmo ver as estrelas do Rio de Janeiro, a Fundação Planetário da Cidade do Rio de Janeiro, abre uma noite de cada mês para que o público possa olhar o céu pelas lentes de telescópios – que conseguem captar cerca de 64 mil corpos celestes. Veja mais detalhes no site da Fundação.

E se você gosta de fotografia, veja “Como fotografar estrelas durante a viagem” , um texto bem bacana que publicamos para te ajudar a tirar seus primeiros cliques de estrelas.

🙂
Compartilhe:

Deixe uma resposta